Qual a diferença entre exercício físico e atividade física?

exercício físico e atividade física

Preservar uma rotina ativa é um dos pilares da manutenção de uma vida saudável e uma melhor qualidade vida. A prática da movimentação regular isolada já se trata de algo benéfico, porém, caso haja o acréscimo de demais bons hábitos, como uma boa alimentação equilibrada, sua saúde agradece ainda mais. Além disso, os resultados positivos advindos desse estilo de vida são identificados em qualquer período da vida.

Se tratando de uma vida ativa alguns conceitos vem logo a nossa mente, e na maioria das vezes os primeiros são “atividade física” e “exercício físico”. Ambos fazer muito bem ao nosso organismo, no entanto, são poucas as pessoas que sabem identificar a diferença entre eles. Veja como diferenciá-los:

Atividade Física vs Exercício Físico

O sedentarismo representa uma série de malefícios a saúde, e com certeza, não é uma opção. Seja por meio de uma atividade física ou da execução de exercícios físicos, o importante é se movimentar da melhor forma.

Atividade Física

A atividade física engloba os movimentos do corpo que são executados de forma intencional. Dessa forma, os movimentos involuntários, como o batimento cardíaco e a respiração, não são levados em consideração.

Essa prática também apresenta uma relação com a sociedade e com o mundo em sua volta, uma vez que a sua atividade física pode está contida no momento de lazer, em sua locomoção e na execução de afazeres domésticos. Por se tratar de algo amplo, sua prática pode ser recomendada por qualquer médico e profissional da saúde, devendo saber realizar a escolha da que melhor lhe atende.

Exercício Físico

Quando planejada e realizada visando alguma melhora do corpo ou a manutenção de certos componentes físicos, como a flexibilidade, equilíbrio e estrutura muscular, se trata da prática do exercício físico. Comumente é feito com o acompanhamento de um profissional de educação física. Portanto, todo exercício físico se trata de uma atividade física, porém, nem toda atividade física é considerada um exercício físico.

Qual a melhor opção?

Existem comprovações cientificas que indicam as vantagens de ambas as vertentes. A atividade física é capaz de diminuir os riscos de mortalidade e a chance de incidência de enfermidades como a diabetes, diabetes gestacional, hipertensão, o câncer, de acidentes vasculares cerebrais (derrames) e de doenças cardíacas.

O exercício físico, além de permitir todos os efeitos positivos que a atividade física também proporciona, é bastante eficiente para a manutenção do controle do peso, a diminuição dos sintomas da depressão e ansiedade, para a melhora da qualidade do sono e a preservação da função cognitiva, também auxilia na prevenção e no tratamento de uma série de diversas doenças crônicas.

Logo, a prática regular de ambas as modalidades proporciona benefícios específicos para cada idade, como, a redução do índice de quedas de idosos e na melhora do desempenho nos estudos de crianças e jovens. Mesmo com a diferença de conceitos desses termos, ambos são essenciais para a nossa saúde e não devem ser deixados de lado. Caso esteja na dúvida de qual seja a melhor escolha a se fazer e qual sanará melhor as suas necessidades, procure por um profissional de educação física e um médico geral, se tiver algum problema que interfira no seu condicionamento físico.