A importância da saúde da mulher

saúde da mulher

As mulheres formam a grande maioria em nosso país, abrangendo cerca de 51,7% da população brasileira. O que poucos sabem é que a saúde da mulher e toda a preocupação em volta dela é recente e possui um tempo de apenas de 3 décadas de políticas e protocolos voltados a essa vertente.

A saúde da mulher é imprescindível, e requer uma maior atenção e prioridade ao longo da vida. Ter um cuidado maior a esse aspecto e ao seu bem-estar pode prevenir uma série de enfermidades, aumentando a expectativa de vida e melhorando a sua vivência. O corpo feminino possui as suas particularidades, e devido a essas diferenças, possui uma série de cuidados especiais. Leia mais sobre a importância de tomar as precauções necessárias:

Conheça o próprio corpo

Um dos fatores essenciais para a manutenção da saúde da mulher é o autoconhecimento. Saber sobre o seu corpo, sobre o seu estado mental e limitações, e se atentar a esses requisitos possui um grande peso nas reações e nos resultados futuros.

Se atentar ao organismo faz com que você seja capaz de perceber sinais que possivelmente necessitem de um tratamento com um profissional. A menstruação quando controlada, por exemplo, quando atrasada, já impõe a necessidade de ser contatado um ginecologista. Em caso de doenças, o diagnóstico virá a tempo aumentando as chances de cura.

A importância de cuidar do sistema reprodutor

O sistema reprodutor feminino se trata de uma parte que requer um olhar ainda mais cuidadoso. Mulheres que não possuem a intenção de engravidar também devem se cuidar, uma vez que esses cuidados possuem relação com os níveis hormonais e certos processos do organismo. Caso ocorra um desequilíbrio nas taxas hormonais, a mulher pode ficar suscetível a impactos psicológicos e físicos.

O cuidado quanto a esse sistema também está relacionado a prevenção de doenças. A prática de relações sexuais sem a devida proteção, por exemplo, pode ocasionar na transmissão de diversas DSTs.

As influências do anticoncepcional para a saúde

O anticoncepcional se trata de um dos mais comuns métodos para precaver a gravidez. Também pode ser utilizado por mulheres com hormônios desequilibrados e síndrome do ovário policístico (SOP). Esse produto pode requerer doses hormonais diferentes para cada mulher, indicadas pelo médico, assim como as possíveis consequências. Alguns dos eventuais efeitos colaterais são: amenização ou abolição dos sintomas da tensão pré-tensão (TPM), aumento de peso, alterações de humor e a diminuição da libido.

Entretanto, geralmente esses efeitos dão temporários, depois o organismo se adapta ao medicamento. Por meio de um acompanhamento médico, os ricos são diminuídos. Além disso, os anticoncepcionais podem influenciar de forma ainda mais séria a saúde da mulher, favorecendo a ocorrência de trombose e problemas no sistema cardiovascular.

Portanto, manter uma rotina saudável, com uma boa alimentação, higienização, e a prática de exercícios físicos, acoplada com os devidos cuidados as particularidades femininas e o auxílio médico, é a opção para se adquirir a melhor qualidade de sua saúde geral e uma melhor qualidade de vida.

Recommended Posts